Look do dia

23 de outubro - 18h00Look do dia
Bata RENNER - amei ! Calça jeans JOHN JOHN. Sandália AREZZO.
Leia mais

Enquanto os teus pais envelhecem, deixe-os viver...

21 de outubro - 17h22
" Deixe-os envelhecer com o mesmo amor que eles te deixaram crescer...deixe-os falar e contar repetidamente as histórias com a mesma paciência e interesse que eles escutaram as tuas quando eras criança... deixe-os vencer, como tantas vezes eles te deixaram ganhar...deixe-os conviver com seus amigos, conversar com os seus netos...deixe-os viver entre os objetos que os acompanharam ao longo do tempo para não sentirem que lhes arrancas pedaços das suas vidas... deixe-os enganaram-se, como tantas vezes tu te enganaste...   DEIXE-OS VIVER e procure fazê-los felizes na última parte do caminho que lhes falta percorrer, do mesmo modo que eles te deram a mão quando iniciavas o teu . "   
Leia mais

Ninguém muda ninguém

19 de outubro - 16h16
" Não temos o poder de construir plataformas na memória do outro.  mesmo se tivéssemos esse poder, não teriamos o direito, pois, se mudássemos as matrizes da memória, mudaríamos os alicerces da personalidade, manipularíamos os seres humanos.   A pior atitude de uma mulher na relação com seu parceiro é se posicionar como uma psicóloga com um condão mágico ansiando mudá-lo. Homens difíceis não precisam de esposas PSICÓLOGAS, mas de mulheres surpreendentes. Algumas mulheres chegam ao absurdo de querer mudá-los como um cirurgião. Jamais esqueça que excelentes romances têm fins trágicos não por falta de amor, mas por causa das labaredas do confronto. Não seja terapeuta de quem ama, seja uma mulher romântica e inteligente.   Encante quem está ao seu redor. Seja rápida em apoiar e lenta para excluir, ágil para elogiar, e lenta para condenar. Se formos eficientes nessa empreitada, poderemos dizer palavras brandas que terão impacto. Se formos ineficientes, poderemos gritar que não seremos ouvidas. "   AUGUSTO CURY
Leia mais

Você pode fazer do mundo um lugar melhor

17 de outubro - 15h53
" Um conselho de Edith Modesto, de 81 anos, de São Paulo.    Ela procurou informar-se sobre diversidade e orientação sexual depois de saber que seu caçula é gay.    Como não encontrou ajuda, criou uma ONG para auxiliar famílias que vivem a mesma experiência. "
Leia mais
Clique aqui para ver mais novidades

Parceiros